InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  

Compartilhe | 
 

 Paulo Alves não renova

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Mateus
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 767
Pontos : 771
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 29
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 15:10

Citação :
O Gil Vicente Futebol Clube vem por este meio comunicar aos associados, adeptos, simpatizantes, opinião pública em geral e comunicação social o seguinte:

1 – O Gil Vicente Futebol Clube informa que o presidente António Fiúza e o treinador Paulo Alves decidiram, por mútuo acordo, a não renovação do vínculo contratual do técnico Paulo Alves para a próxima época desportiva.

2 – A decisão foi tomada esta terça-feira após reunião entre o presidente António Fiúza e o treinador Paulo Alves. Depois da avaliação da temporada desportiva que agora termina, ambas as partes concordaram pôr fim a um ciclo de quatro épocas do técnico à frente da equipa de futebol.

3 – O Clube reconhece o bom trabalho de Paulo Alves e da sua equipa técnica que, de 2009 a 2013, assinalaram um ciclo positivo na vida do Gil Vicente Futebol Clube, em que se destaca a subida à Primeira Liga, na época 2010-2011, e a chegada à final da Taça da Liga, na época 2011-2012.

4 – O Gil Vicente Futebol Clube agradece o profissionalismo e empenho total do treinador Paulo Alves e da sua equipa técnica no tempo em que estiveram ao serviço do Clube e deseja-lhes os maiores sucessos futuros para as suas carreiras.

5 – A partir deste momento, o Gil Vicente Futebol Clube vai iniciar as diligências necessárias com vista à contratação de um novo treinador para a próxima época desportiva, que irá anunciar em tempo oportuno.

Gil Vicente Futebol Clube


Fonte:http://gilvicentefc.pt/pdf/Comunicado1.pdf

Espero bem que tenham ponderado bem esta decisão. Dificilmente se irá ter outro treinador tão familiarizado com a casa. O Paulo Alves esteve bem nas duas épocas anteriores levando o clube a conquistas que vão ficar na história do nosso clube.

Vamos agora esperar pelo novo treinador. Era bom que fosse alguém com motivação e vontade de dar um novo impulso ao clube.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
GilVicenteallez
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 709
Pontos : 648
Reputação : 1
Data de inscrição : 09/09/2011
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 15:10

Palhaçada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gilista
Administrador
avatar

Mensagens : 998
Pontos : 1405
Reputação : 5
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 27
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 16:14

Má notícia, muito má mesmo... Mad Apesar de tudo, desejo toda a sorte do mundo ao P. Alves, o tempo que cá esteve mostrou ser sempre um profissional exemplar e será um dos ícones do Gil Vicente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://gilvicente.forumais.com
GilVicenteallez
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 709
Pontos : 648
Reputação : 1
Data de inscrição : 09/09/2011
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 16:54

Gilista escreveu:
Má notícia, muito má mesmo... Mad Apesar de tudo, desejo toda a sorte do mundo ao P. Alves, o tempo que cá esteve mostrou ser sempre um profissional exemplar e será um dos ícones do Gil Vicente.

Vamos a apostas? quando é que ele volta? Duas épocas e está cá outravez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mário César
Classe Mundial
Classe Mundial
avatar

Mensagens : 1007
Pontos : 970
Reputação : 0
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 24

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 19:10

Estou completamente chocado. Não esperava mesmo.

Agora vamos ver quem será o seu sucessor, espero que não se lembrem de um José Mota.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
adepto
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 981
Pontos : 1015
Reputação : 6
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Ter 21 Maio 2013, 20:50

Horrível. As reacções no Facebook são surpreendentes. Há muita gente a mandar o Aloísio pastar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Gilista
Administrador
avatar

Mensagens : 998
Pontos : 1405
Reputação : 5
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 27
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Qua 22 Maio 2013, 16:17

Pior pior, é o suposto sucessor, António Conceição...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://gilvicente.forumais.com
Mateus
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 767
Pontos : 771
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 29
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Sex 24 Maio 2013, 12:13


Não me parece que no treino de 4ª feira tenha havido tanta tensão como disseram ontem. Pelo menos a julgar por esta entrevista do Paulo Alves.

O Paulo Alves é um homem da casa e por isso penso que será sempre bem recebido em Barcelos. Tenho pena que ele tenha saído, mas dá a entender que o Fiúza já tinha outros planos para a equipa. Daqui a uns anos o Paulo Alves ainda está a treinar uma equipa grande em Portugal ou no estrangeiro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mateus
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 767
Pontos : 771
Reputação : 1
Data de inscrição : 01/07/2011
Idade : 29
Localização : Barcelos

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Dom 26 Maio 2013, 12:51

Fica aqui uma entrevista mais completa que o Paulo Alves deu ao maisfutebol sobre as últimas épocas no Gil.

Citação :
Paulo Alves despede-se do Gil: «Era muito difícil fazer melhor»


Que balanço faz da época que agora terminou?
Passar um ano sempre perto dos lugares de despromoção não é agradável. Acaba por ser uma época de muito sofrimento. De qualquer maneira atingiu-se o objetivo principal. Agora, se calhar toda a gente, e eu inclusive, perspetivava que, depois de uma época excecional no ano passado, esta fosse melhor. Mas perderam-se muitos jogadores e não fomos felizes nas contratações. Houve uma reformulação em janeiro e a isso somaram-se lesões graves em peças importantes, o que determinou que a época fosse difícil de gerir. Por isso, podemos todos sair de cabeça levantada.

Foi o ano mais difícil que viveu no Gil Vicente?
Sim. Tivemos o ano do caso Mateus que foi complicado a outros níveis, mas este ano foi difícil. Apesar de tudo o que aconteceu, tenho de valorizar o papel da direção que nunca perdeu a noção nem se desequilibrou. Poderiam pensar em mudar de treinador, por exemplo. Felizmente não perdemos a postura e o equilíbrio e esse foi o segredo.

Já deve ter feito a sua autoavaliação. Sente que, tendo em conta tudo o que foi a época, era possível fazer melhor?
Era muito difícil fazer melhor. Não é fácil gerir um balneário que não consegue pontuar em dois ou três jogos seguidos. Tentamos manter o rumo e a chave foi essa. Mas é óbvio que eu próprio queria ir mais além. Ou pelo menos não ter sofrido tanto.

O Gil Vicente chega ao final do ano praticamente sem nenhum jogador que contratou no início. Casos pontuais ou uma falha na política de contratações?
Para isso era preciso falar de cada jogador. Mas dou-lhe três exemplos. O Ramazotti era um ídolo em Barcelos, foi campeão connosco na II Liga. Não o conseguimos manter e quando houve oportunidade de o fazer regressar isso até foi festejado, mas veio de tal forma diferente que nem deu para perceber o porquê. É uma situação inexplicável. Outro caso é o Leonardo. Demonstrou um potencial fantástico, todos ficaram encantados, e com o decorrer do tempo desapareceu. O Pio era um jogador que todos gabavam as qualidades, mas que nunca fez dois jogos seguidos ao mesmo nível.

Mas esses reforços foram escolhidos por si quando foi ao Brasil com o presidente António Fiusa?
Alguns foram, outros nem tanto. Alguns apareceram por indicações que nos foram dando. Nem sempre os treinadores escolhem os jogadores. Foi uma mescla de indicações, escolhas minhas e políticas do clube.

A sua saída decorreu de forma pacífica ou fica alguma mágoa?
Saiu na imprensa uma notícia mentirosa que falava em tensão na minha saída. A minha reunião com o presidente Fiusa durou dez minutos e foi de uma frontalidade enorme. Quando terminou o jogo com o Estoril já sabia que seria muito complicado continuar. E o presidente também. É preciso perceber que por vezes termina um ciclo. Desejo ao Gil o maior sucesso, porque é uma referência para mim.

Pelos anos que passou no clube como treinador e jogador é muito conotado com o Gil. Sair é bom para a sua afirmação?
Eu quero que assim seja. Mais tarde ou mais cedo tinha de acontecer. Agora estou no mercado como muitos outros treinadores. Já houve algumas abordagens, é verdade, mas nada em concreto. Não fecho a porta ao estrangeiro, nem pensar, mas neste momento não coloco a hipótese de treinar na II Liga. No futuro não sei, depende dos clubes. A prioridade é, contudo, treinar na Liga. Se for possível já para o ano, ótimo. Se tiver de parar um pouco, não faz mal porque venho de muito tempo em atividade.

O que faltou ao Hugo Vieira para se conseguir impor no Benfica?
Ao Hugo Vieira falta-lhe um pouco mais de capacidade psicológica para um clube como o Benfica. Precisa ser mais sólido emocionalmente. Tem qualidades excecionais mas tem de ser muito mais competitivo. Tem de encaixar na organização da equipa. Dá muitas coisas em termos ofensivos, é um jogador que pode resolver um jogo numa questão individual, mas por isso mesmo tem dificuldades em posicionar-se e em colocar-se em sítios que a equipa precisa sobretudo para a organização defensiva.

Ao Gil acabou por ser útil, porque ainda aproveitou os golos dele na segunda fase da época.
Sim, mas ele já tinha feito uma excelente época no ano passado. Não confirmou isso no Gijon, voltou ao Gil, fez alguns jogos interessantes, mas falta-lhe esse acrescento. Não era expectável que fizesse mais porque vem de uma paragem muito longa e de uma situação difícil da vida dele que já se falou. Se ele juntar essa capacidade psicológica e vontade de querer fazer, pode ser jogador para esse nível. Se melhorar isso pode ser um jogador muito importante mesmo no futebol português.

A palavra passa a estar, então, do lado de Jorge Jesus?
Acaba por ser tudo uma questão de oportunidades e disso eu não posso falar muito. Se, eventualmente, fizer três ou quatro jogos no Benfica, acredito que vamos vê-lo a fazer isso, porque o Jesus trabalha muito os seus jogadores. Sem ver é difícil. Nós, treinadores, temos vinte e tal jogadores e há sempre um ou outro que não joga. Ficamos sempre a pensar: será que aquele jogador poderia dar outra coisa num jogo? É complicado gerir tudo isto.

Foi o Paulo Alves que lançou o Zé Luís para o futebol. Esperava que já desse mais ao Sp. Braga?
É um jovem que despontou comigo. Lancei-o ainda júnior e vaticino-lhe uma grande carreira. Tem um potencial extraordinário, fora de série. Precisa de jogar e melhorar alguns aspetos, nomeadamente o posicionamento e questões táticas. Tem tido lesões graves e longas que atrapalham sempre. Mas no Braga há Éder, há Carlão e não é fácil para um miúdo impor-se no meio disso tudo. Com tempo vai ser um grande jogador.

Entre os jogadores que treinou no Gil Vicente, acha que houve algum que foi subavaliado pela crítica?
Os jornalistas analisam geralmente bem, mas veem as questões mais visíveis, como quem faz golos, por exemplo. Os treinadores privilegiam outros aspetos. Pelo seu comportamento, empenho e atitude gostava de destacar o Luís Manuel. Era um jogar que estava no Lousada há três anos, já em fase descendente, e teve uma entrega excecional. Por tudo o que me deu, acho que merece que o refira. Talvez tenha sido o mais subavaliado. Para uns poderem fazer aquelas coisas extraordinárias na frente é preciso que alguém atrás dê consistência e isso passa despercebido à maioria das pessoas. Poderia dar outros nomes, mas acho que é justo destacar o Luís Manuel.

É o único treinador a ganhar ao F.C. Porto neste tricampeonato. Isso não vale um título, mas é uma espécie de medalha?
Não vejo como uma medalha. Por um facto simples que é o de eu querer ganhar sempre, seja contra quem for. É apenas algo curioso. É evidente que fico satisfeito que tenha sido comigo. Não é à toa, são 89 jogos que o F.C. Porto não perde. Fico satisfeito, mas não vejo como uma medalha porque não faço gala de ganhar a este ou aquele. Quero é ganhar.

Qual foi o segredo para ganhar esse jogo?
O jogo coincidiu com uma fase menos boa do F.C. Porto e com uma fase excelente nossa. E há outro aspeto: nós, treinadores, queixámo-nos por vezes quando sentimos que somos prejudicados pelo árbitro e não conseguimos ver quando as decisões são a nosso favor. Naquele jogo confesso que houve pelo menos duas decisões do árbitro que foram a favor do Gil e tivemos algum proveito. Mas não invalida que o Gil tenha feito um grande jogo. O André Cunha faz um golo excelente numa jogada típica nossa, por exemplo. Mas também ganhei ao Sporting, empatei com o Benfica...Todas as vitórias são fundamentais e motivo de orgulho. Essa é mais uma.

Recorda-se da mensagem que passou aos jogadores para esse encontro? Foi diferente do que é costume em si?
Foi mais ou menos o costume. É óbvio que trabalhámos as estratégias em função dos adversários, mas nestes jogos contra os grandes o que digo aos jogadores é para não terem medo de ninguém. Se formos uma equipa combativa, sólida e solidária podemos ganhar. Criámos sempre muitas dificuldades aos grandes nesse ano porque a equipa se adaptava bem àquele estilo de jogo. Tinha uma boa coesão defensiva e conseguia sair rapidamente para o ataque. Foi algo que perdemos este ano.

Depois disso ainda empatou contra o F.C. Porto no arranque deste campeonato. Descobriu os pontos fracos da equipa de Vítor Pereira?
Era a 1ª jornada, os jogadores estão sempre motivados e o jogo correu-nos bem. Conseguimos evitar que o F.C. Porto fosse marcando, o Adriano fez uma excelente exibição. Conseguimos segurar o resultado com boa atitude e organização. Fomos uma equipa difícil para o F.C. Porto nessa altura mas pagámos tudo isso quando fomos ao Dragão: levámos cinco...

Conseguiu melhores resultados frente ao F.C. Porto do que frente ao Benfica, equipas que jogam de formas bem diferentes. Para si foi mais fácil travar o F.C. Porto?
Se calhar com uma boa organização defensiva era mais fácil, com aspas muito cerradas porque nunca é, jogar contra o Porto. Jogam mais em posse, o Benfica é mais fraturante. Naqueles dias em que os alas e avançados estivessem em dia sim é muito complicado parar o BEnfica. É uma constância ofensiva que é complicada mesmo para uma equipa com muita entreajuda.

Como espectador atento ao fenómeno, acha que o título foi para a equipa certa este ano?
Nos momentos chave, e o momento chave deste campeonato é o F.C.Porto-Benfica, como no ano passado foi o jogo da Luz, o F.C. Porto acaba por ser mais forte. Não sei se é porque historicamente tem sido assim, mas na hora H os verdadeiros campeões assumem-se. O F.C. Porto assumiu-se e por isso é um campeão justo, apesar de me ter parecido que em algumas alturas do campeonato o Benfica praticou melhor futebol, mais vistoso e mais ofensivo. Mas na hora H, o F.C. Porto, como sempre, apareceu e resolveu as coisas.


Fontes: maisfutebol_link1 maisfutebol_link2 maisfutebol_link3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
adepto
Profissional
Profissional
avatar

Mensagens : 981
Pontos : 1015
Reputação : 6
Data de inscrição : 12/06/2012

MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   Dom 26 Maio 2013, 22:27

Muito boa entrevista. Destaco isto:

Citação :
Mas esses reforços foram escolhidos por si quando foi ao Brasil com o presidente António Fiusa?
Alguns foram, outros nem tanto. Alguns apareceram por indicações que nos foram dando. Nem sempre os treinadores escolhem os jogadores. Foi uma mescla de indicações, escolhas minhas e políticas do clube.

É claro como a água que o Aloísio escolheu jogadores por vídeos do Youtube.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Paulo Alves não renova   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Paulo Alves não renova
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Bugueiros de São Paulo
» Paulo - Peugeot 205 XadTurbo 1.8 '92
» Flagramos o Golf VII em testes por São Paulo
» apresentaçao paulo jesus
» ABAIXO ASSINADO - PELO FIM DA INSPEÇÃO VEICULAR EM SÃO PAULO

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Gil Vicente Futebol Clube :: Rumores / Notícias-
Ir para: